quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

A Deusa dos Vampiros – Parte 03 Por Adriano Siqueira



No apartamento da Avenida Paulista Lord Dri prepara uma bebida para a Deusa Mercy que estava na banheira.
Quando ele abre a porta do banheiro leva um susto tão grande que o faz derrubar os copos mas antes deles caírem no chão Mercy faz um gesto com as mãos e eles começam a flutuar e cada copo passeia pelo ar e vai para cada um deles. Mercy sorri e pergunta:
- Por quê se assustou amado Lord?
- A torneira da banheira... está saindo...
- Sangue? É claro que está... Temos sangue para um bom banho!
- De onde esta saindo este sangue? Você está parecendo a Elizabeth Bathory!
- Quem é Elizabeth Bathory? E respondendo a sua pergunta meu rei, dos mortais é claro. Com apenas um gesto eu os esmago e seu sangue entra na reserva de água deste prédio.
- Ela é uma mulher que tomava banho de sangue... Mas perai? Você quer dizer que também sacrifica os mortais apenas para um banho?
- Por quê se preocupa com os mortais? Eles são só alimento. Isso é comum em nosso reino.
- Não servem só para isso! Eles...
- Não precisa dizer mais nada meu rei. Que tal um banho de sangue... Venha? Está morno aqui... Se gostar prometo que matarei dez mortais por dia para satisfazê-lo.
- Por favor Rainha Mercy... Sei que os mortais são apenas um instrumento para os vampiros mas este mundo tem regras diferentes.
- Está bem meu rei... Se isso o incomoda eu desfaço este encanto.
Com um gesto o sangue deixa de sair da torneira. Rainha Mercy se levanta e enquanto tira o sangue do corpo com a toalha o Lord imagina que ela seria um perigo se permanecesse na terra. Ele precisava pensar em algo antes que a Rainha dos vampiros desse um fim no planeta inteiro. Mercy se aproxima do Lord e o beija. Antes de ir para o quarto ela diz:
- Estarei esperando por você... Eu quero mostrar o que posso fazer pelo meu futuro rei.
Lord termina de tomar a sua bebida mas, pega a garrafa e toma muitos goles. Ele entra no quarto e vê a Rainha Mercy fazendo uma dança que nunca tinha visto antes... Era muito sedutor... todo o corpo da Mercy se movia enquanto estava a meio metro do chão. Suas pernas longas se moviam sedutoramente e sincronizados. Era como se ela estivesse em um trapézio invisível. Algo magnífico de se ver. Caminhava pelo ar até colocar seus pés tranqüilamente na cama e então ela eleva as suas mãos em direção ao Lord... chamando-o para deitar ao seu lado. Ela o beija tocando as mãos levemente em seu rosto. Sem dúvida a Deusa Mercy sabia amar. Seu lábios encostavam suavemente. Era delicada, mas as mãos agressivas. Rasgava a sua roupa como se fosse papel manteiga. Os olhos do lord estavam muito abertos e impressionados com a sua sedução até que de repente.... a campainha toca.
- Eu preciso atender Mercy.
Mercy faz uma cara de desapontada... ela se levanta e diz:
- Vou descobrir mais desse mundo para deixá-lo mais confortável possível quando for para nosso novo mundo.
Lord pisca para Mercy e eles se beijam. Antes dela partir, Lord Dri pega um vestido no guarda-roupa e pede para ela usa-lo para não chamar muito a atenção dos mortais e ela responde.
- Meu rei... com o meu tamanho é inevitável não chamar a atenção destes mortais.
- Me prometa que não vai machucar ninguém Mercy.
- Esta bem! É só não tocarem em mim e serei tolerante.
Mercy vai até a janela e com apenas um salto ela desaparece na noite. Novamente a campainha toca. Lord corre para abrir a porta. Era a Mortícia. Antes que o Lord possa dizer algo ela o abraça e o beija apaixonadamente e diz:
- Quero ir com você.
- Ir? Como assim Mortícia?
- Eu ouvi tudo.. Você sabe como as vampiras têm ouvidos aguçados.
- Não posso levá-la...
- Por quê não... Essa deusa não precisa saber que somos... Hum... Você sabe.
- Eu não sei se vou Mortícia. Eu... Ela é linda! Tem realmente um corpo de Deusa...
Lord anda pela sala e pega outra bebida.
- Sabe Mortícia... Eu já reinei uma vez... Meu reinado não teve um final feliz... perdi tudo até a mulher que eu amava... Tudo mesmo. Não quero que aconteça de novo.
- Bom... Se não agirmos rápido você pode perder este mundo também.
- Como Assim Mortícia.
Mortícia aproxima do lord e coloca as mãos no seu peito.
- Só conto se vier agora!
- Não!
- Hum... e se eu dançar?
- Não!

Duas horas depois....

- Foi a minha dança não foi?
- Não... foi o jeito que você tira a roupa enquanto dança.
Mortícia ri e eles se beijam por mais um tempo até que escutam uma explosão. Lord corre para a janela e vê a Deusa Mercy gesticulando as mãos e todos os carros voavam para fora da rua acertando todos os prédios em volta. Ela estava enfurecida. Muitos homens armados estavam atirando mas ela não sentia nada. Lord olha para Mortícia e diz:
- Vamos... Acho que a noite hoje vai ser muito longa.
Os dois saltam da janela e chegam no chão com muita facilidade eles afastam os homens da fúria da Deusa. Lord caminha na direção dela e eles se abraçam e ela diz.
- Um deles encostou em mim. Desculpa meu rei. Eu pedi para não me tocarem mas eles insistiam.
- Calma Mercy... Agora está tudo bem.
- Vamos agora meu rei. Vamos para nosso mundo. Este lugar me dá nojo. Eles envenenam o próprio planeta que vivem... Preferem ficar solitários em espaços enormes a viverem juntos. Não é lugar para nós.
- Mercy... Existem coisas extraordinárias neste mundo.
- Eu sei que eu só quero você...
Mortícia se aproxima...
- Desculpem-me atrapalhar mas...
A Mercy fala enfurecida.
- Respeite sua rainha... Ajoelhe-se!
- Que?
Lord pensa rápido.
- Mercy ela é uma pessoa que gosto muito. Entende?
- Sim meu rei... Entendo.
Mercy olha para Mortícia e diz:
- Por ser amiga do meu rei você beijará meus pés apenas uma vez por semana.
Lord arregala os olhos e olha para a Mortícia que responde sem pensar:
- Eu não faria isso nem que você fosse deusa dos deuses sua...
Lord corre para a Mortícia e coloca a mão na boca dela antes de terminar de falar. E diz para Mercy.
- Ah pode deixar minha rainha ela está infectada com o comportamento dos mortais mas quando estivermos no mundo dos vampiros ela vai se acostumar.
Mortícia balança a cabeça na forma negativa. De repente ela arregala os olhos e chama a atenção do Lord apontando para cima.

Lord não acredita no que vê... Um míssil... e estava indo em direção da lua.
- Era isso que eu queria dizer...
- Dizer o que Mortícia?
- Eles vão destruir a lua...


Continua...
Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo