O Sangue dos Vampiros - clique aqui

O Sangue dos Vampiros - clique aqui
conheça mais sobre o livro O Sangue dos Vampiros - 2017

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa
Livro que pode ser adquirido diretamente com a autora - clique no banner para conhecer o blog da autora.

quarta-feira, 31 de março de 2010


Os Vampiros Rick e Louis
por Adriano Siqueira


Acorrentado no calabouço e completamente cercado de Demônios, o vampiro Ricardo estava quase sem forças, pois o sol já estava para aparecer:
— Malditos Demônios! O que fizeram a Louis? Vamos, respondam, corja de assassinos do inferno!
Mesmo sabendo que não tinha forças para lutar, seus olhos estavam sedentos por sangue.
Louis não estava preso como Rick imaginava. Louis Cypher estava fora do castelo, escalando aquelas pedras úmidas ao encalço de seu amigo. Uma das pedras se abriu e de dentro do buraco apareceram cinco demônios...
Louis era acostumado a ser frio e sempre esperava o inesperado...
O Vampiro, com a arma em punho, atira em um pedaço de madeira que havia em cima dos demônios, derrubando três deles
Ricardo ouviu os tiros e chamou a atenção de um dos demônios:
— Preciso dizer algo a você!
O demônio não teve escolha, e quando chegou perto para ouvir a confissão de Ricardo, o vampiro atacou seu pescoço, tornando-se vítima de sua mordida.
O demônio gritou até cair, inerte, ao chão!
O outro que estava na porta veio ao seu socorro mas foi surpreendido pelo seu próprio companheiro que enfiou uma lança em seu peito.
— Vamos, lacaio, liberte-me! — disse Ricardo ao demônio enfeitiçado pela mordida.
Louis estava lutando com dois dos demônios, tomando um enorme cuidado para não cair nas estacas que estavam embaixo do castelo:
— Venham, criaturas abomináveis! Voltem para o inferno!
Uma das criaturas cai em direção às estacas. Louis sente o impacto imaginando ser o próximo.
— Venha, Louis, dê me sua mão.
Era Ricardo que aparecera de onde os demônios haviam aparecido:
— Vamos Louis, meu amigo! Em nome de Set...
— Claro, amigo, mas estique mais sua mão.
Quando Ricardo fez o que ele pediu, Louis atirou sem piedade em direção a Ricardo, fazendo com que Ricardo perdesse o equilíbrio e fosse ao encontro das estacas, transformando-se em um demônio, que estava disfarçado!
— Louis, Louis...
Era Ricardo... ele estava mais acima. Louis, com um sorriso, começou a subir em direção ao seu amigo.
Enfim, tudo havia terminado.
Autor: Adriano Siqueira
Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo