sábado, 14 de novembro de 2015

O Desespero da Obsessão - Nova história do vampiro Neculai



O Desespero da Obsessão   
Um fã obcecado e maníaco desafia o vampiro Neculai  


— Reginaldo? O que está fazendo aqui? Nossa! Quanto tempo.
— Olá Deise Day. Eu senti sua falta. Estava passando por aqui e resolvi te visitar.
— Mas como? Eu não passei meu endereço para ninguém.
— Eu pedi um favor para um amigo. Ele me deu seu endereço. Não vai me convidar para entrar?
— Eu... Estou ocupada agora. A gente nunca se conheceu pessoalmente. Você quer alguma coisa Reginaldo.
— Sim. Quero que volte para o seu canal de maquiagem. Seus toques me ajudaram muito em meu salão. Depois que você não postou mais nada minha clientela sumiu. Preciso que volte a falar no seu canal. Meus clientes adoram novidades.
— Reginaldo. Eu não tenho culpa por seu salão ter esvaziado. É a crise. Este ano foi complicado para muita gente. E eu não vou voltar a fazer vídeos.
— Por causa do Neculai? Seu namorado né? É eu estou sabendo. Você desistiu por causa dele. Deixou de existir para os seus fãs só por causa de um namoro.
— Isso não é da sua conta Reginaldo. A vida é minha e eu...
— Você se vendeu para esse cara.
— Eu gostaria de um pouco de respeito.
— Me desculpe Deise. Mas por favor volte a fazer os vídeos. Eu sou seu maior fã. Você não pode abandonar a gente. Isso é falta de respeito com a gente. Nós assistimos tudo que você fez. Não é justo.
— Eu não posso fazer nada. Além disso em muita gente melhor do que eu é só procurar.
— Mas você é diferente. Não! Eu não posso deixar que desista de tudo.
— O-oque está fazendo? Para que está faca?
— Cadê o Neculai? Quero mostrar para o seu namorado que ele vai ser responsável por sua morte.
— Neculai não e meu namorado. Tire esta faca do meu pescoço Reginaldo. Você não está pensando bem. Você pode perder tudo que ainda tem. Não faça isso.
—  Não venha com seus conselhos fúteis. Vim aqui pedir a sua ajuda e você só mostrou ser uma pessoa egoísta. Eu devia filmar e mostrar para todos que você só pensa em você e neste Neculai. Cadê ele. Fale.
— Acho que é ele que está ligando.
— Mê dê o celular. Eu vou falar com seu namorado e vou acabar com ele depois que acabar com você... Alo? Alo?
— Ha Ha Ha. Reginaldo. A solução que está usando para tentar vencer a crise é algo inédito. Deveria fazer um livro. Seria um sucesso como livro de comédia. Ha Ha Ha.
— Presta atenção Neculai! Sua namorada está com uma faca no pescoço. E eu estou louco para acabar com a vida desta egoísta. Quero que a deixe voltar a fazer os vídeos dela. Quero que desapareça da vida dela. Para Sempre. Estou sendo claro?
— Poeria dizer onde está mesmo a faca?
— Ela está no... Argh! Minha perna! Argh!
— Alo?
— Como fez isso? Argh estou sangrando!
— Se me odiava tanto Reginaldo deveria saber que eu posso entrar e sair do celular quando eu quero. Deveria saber que posso marar você e voltar para o celular.
— E-eu... Deise. Me ajuda! Esse seu namorado é louco.
— Louco é você Reginaldo. Neculai é muito melhor do que você que não respeita as decisões dos outros. Você é um egoísta. Você me investigou. Descobriu onde moro. Sua obsessão acabou com seus negócios e agora quer me culpar por sua loucura.
— Não... Por favor. Eu sou seu fã. Jamais te machucaria. Chame um médico! Estou sangrando!
— Você colocou uma faca no meu pescoço e ainda diz que é meu fã? Seu psicótico Maniaco.
— Argh! Para de chutar a minha perna. Estou sangrando.
— Vou deixar o Neculai terminar o que começou. Passe bem e feche a porta quando sair.
— Não! Não me deixe aqui com o Neculai! Eu amo você. Eu sempre te amei!
— Palavras vazias. Seu amor é platônico. É um louco que se fazia de amigo. Adeus Reginaldo.
— Acho que ela não gosta de você Reginaldo.
— Foi você que deixou ela assim! Você deve ter dominado ela de alguma forma.
— Apenas a libertei da prisão que estava. Fazia muito pelos outros e nada por ela. Pessoas tem sonhos e desejos. A vida é para isso. Para realizar sonhos e desejos. Pessoas como você não percebem isso e começam a viver a vida dos outros. Só que quando percebem isso já é tarde demais. Já perderam a sua vida. Você é um exemplo real de que um homem deve realizar sonhos e não viver da imaginação e obsessão. Foi traído por seus próprios desejos obcecados. Você não tem mais vida e eu vou tirar o pouco que resta.
— Não. Pare! Eu não quero mais nada. Me deixe ir embora.
— Sinto o cheiro do seu desespero. É difícil resistir. Preciso do seu sangue. Preciso agora!
— Não apareça! Estou caído no chão. Sem ter como me defender.
— A Deise também não tinha como se defender. Agora estou me aproximando de você. Diga suas últimas palavras.
— Socor...
— Hum. Sangue delicioso. Esse desespero temperando no seu sangue deixa um ótimo sabor em minha boca. Vou tomar todo. Não é sempre que recebo visitas em casa. Ainda mais trazendo um sangue tão saboroso. Um fã obcecado era tudo o que eu precisava pra me alimentar. Espero que os meus fãs aproveitem esta história. Será um prazer mostrar para eles como voc~e foi tolo em querer me enfrentar. Ha Ha Ha. Agora sorria. Vamos tirar uma selfie. Click. Ha Ha Ha... Mas que cara de morto que você está. Ha Ha Ha.

— Como você está meu Neculai?
— Estou bem Deise. Eu estou sem roupas pode me trazer algumas?
— Claro meu querido. Tudo que quiser. Me permite beijá-lo?
— Sim! Eu permito.



Por Adriano Siqueira

Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo