Clique no banner abaixo e conheça a Editora Collaborativa.

O Sangue dos Monstros - clique aqui

O Sangue dos Monstros - clique aqui
conheça mais sobre o livro O Sangue dos Monstros - 2018

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Entrevista com o escritor Adriano Siqueira

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Sobre a peça Drácula do diretor Guilherme Mioto




A Cia teatral de Teatro - https://www.facebook.com/ciactt/ mostrou os dentes afiados e lançou para o público neste último final de semana a peça Drácula que foi no dia 7 e 8 de abril do diretor Guilherme Mioto no Teatro Cleón Jacques em Curitiba.


Nos dois dias o público lotou o teatro e o palco era bem no meio do assoalho do teatro e o publico ficou confortavelmente sentado em volta e isso ajudou muito ao decorrer da peça pois, os atores ficaram aparecendo em partes diferentes do centro e a cena aparecia conforme as luzes acendiam. 

A peça teve muitos diálogos adaptados. foi a peça de teatro que mais teve textos e quando paravam de dialogar colocavam para ouvir algumas narrações gravadas. Isso deve ter exigido muito de cada ator. 

Todos os atores estavam muito bem em cada cena e a sua interação com o personagem foi absolutamente magistral. Cada um entendeu bem cada personagem que interpretava. as características e a personalidade e até a postura de cada um estava harmonioso e carregado de muito profissionalismo de cada ator. 

As cenas impactavam e se encaixavam com o enredo com muita maestria e os personagens prendiam a nossa atenção e nem dava para perceber que toda a peça teve a duração de mais de uma hora e meia. 

Impressionante a caçada da Lucy e também os movimentos da atriz enquanto era seduzida pelo vampiro. Algo que poucas vezes se vê em uma atriz sobre a personagem em um teatro. Ela se encaixou perfeitamente na personagem e para muitos a Lucy foi muito bem interpretada. Os movimentos muito bem elaborados deixou o público atento a cada passo da personagem. 

Van Hellsing foi o personagem que direcionou todos os caminhos da peça. Ele que decidia o que fazer. Ele tinha a experiência e o conhecimento para destruir o Conde Drácula e praticamente a peça começa quando ele entra em cena. 

Conde Drácula estava sempre atencioso e olhava diretamente em cada personagem com o seu olhar sedutor e hipnotizante. Quando ele aparecia o publico ficava atento e quase não se ouvia a respiração. Cada palavra que ele pronunciava era como um trovão. Seus movimentos metódicos e sedutores envolviam as vítimas em suas armadilhas ardilosas transportando cada uma dentro dos seus jogos de profundo desejo. 

Drácula é uma peça inesquecível e entrou na minha lista como uma das melhores peças que assisti. 

Espero muito que a peça volte a passar no teatro pois o público merece conhecer toda essa arte produzida no Brasil.  

Direção e Adaptação da obra original: Guilherme Mioto

Elenco: André Costa, Guilherme Mioto, Guilherme Sanches, Iverson Alvez, Juliano Jav, Letícia Pimentel, Mariane Mello, Priscila Fernandes, Victor Muzza - Maquiagem: Luiz Lopes

Algo que me deixou meio incomodado foi a falta de cartazes do lado de fora do teatro. Não havia um poster sobre a peça e nem na porta do teatro havia um cartaz. Tenho certeza que ficaria muio mais chamativo. Mas tudo correu bem o público chegou e encontrou facilmente o local. Não tive dificuldade nenhuma de encontrar o local da entrada e o acesso foi bem fácil. 

Link para a entrevista com o diretor


Fotos: 

Adriano Siqueira  e o Diretor da Peça Guilherme Mioto
 

Isabelle Aguilar, (VampirelleGuilherme Mioto e a escritora Dione M. S. Rosa 



Abraços
Adriano Siqueira





terça-feira, 3 de abril de 2018

Vampirelle no Poltrona Digital

Vampirelle no site Poltrona Digital 


Personagem Vampira espiã está em uma fantástica matéria no site Poltrona Digital. 
Confiram



Abraços
Adriano Siqueira

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo