O Sangue dos Vampiros - clique aqui

O Sangue dos Vampiros - clique aqui
conheça mais sobre o livro O Sangue dos Vampiros - 2017

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa
Livro que pode ser adquirido diretamente com a autora - clique no banner para conhecer o blog da autora.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Vampiros de Energia através do hipnotismo


Vampiros de Energia através do hipnotismo

Por Adriano Siqueira – www.adoravelnoite.com



Uma mulher aparentando 25 anos foi para o centro da sala e o mentor a hipnotizou com apenas alguns movimentos dos braços.

Acho que comecei muito rápido...

Vamos falar um pouco sobre essa seita e sobre o que eles faziam.

A seita ainda estava nascendo. Poucos participantes, não passavam de 20 pessoas curiosas por conter alguns cursos agregados como Teologia e conversas com entes extraterrestes. Isso mesmo! Entidades extraterrestres que falavam a nossa língua em vários sotaques diferentes em um mesmo corpo.

O mentor que estava recebendo as entidades estava mal de saúde. Cambaleava o tempo todo e se dizia um fraco e que não duraria muito. Uma atitude típica de uma seita que quer crescer. Sempre mostrando vulnerabilidade e pedindo ajuda, pedindo ajuda e mais ajuda. Diferente de algumas que conheci onde geralmente eram pessoas ricas que diziam: Se vocês querem ser iguais a mim sigam essas regras etc. Isso é quando a seita já está com milhões de fiéis.

O mentor devidamente trajado de branco recebia seu guia extraterrestre e “falando com sotaque alemão” conversava sobre a física e sobre a matéria como um cientista. Alertava sobre os perigos de alguns alimentos e bebidas. Dizia sobre os refrigerantes serem produzidos por alienígenas e sobre algumas propagandas subliminares. O hipnotismo fazia parte deste “show”.

Agora que deixei a seita mais explicada posso continuar onde estava.

A hipnose é assim mesmo! Não é que todas as pessoas sejam hipnotizáveis mas, a partir do momento que a pessoa aceita o teste, ela já está bem próxima de uma sugestão hipnótica positiva.

Com o corpo bem relaxado, a mulher balbuciava frases sem sentido enquanto o mentor-hipnotizador servia como um guia, dirigindo a hipnotizada para escadas e elevadores. Uma forma muito utilizada para uma conexão completa e profunda com o hipnotizado.

Algumas vezes ele estava dizendo que ela estava no elevador e ele ia descendo e ele a ajudava a contar os andares. 9, 8..., 2, 1, e logo que chegava no térreo ele ainda pedia para que ela descesse as escadas e ia contando os degraus.

A mulher ficava cada vez mais sobre o poder do mentor. Se uma pessoa que está relaxada e em um lugar completamente silencioso, funciona perfeitamente. É fascinante ver que depois de 20 minutos ela tinha chegado aonde ele queria. Um quarto que tem só um armário com várias gavetas.

O mentor ia apresentando as gavetas para a hipnotizada. Cada gaveta continha uma região do seu cérebro. Umas de dor e prazer, uma para memórias antigas, outra gaveta outras vidas, outra gaveta desconhecida. E ele ficava dizendo. Desconhecida pois você não conhece todo o poder que tem o seu cérebro.

Nada que ele disse era uma novidade absoluta. A maneira como ele dizia é que era estranha e nos levava a plena curiosidade.

Poderíamos finalmente conhecer nossos poderes escondidos no nosso cérebro? Apenas abrindo uma gaveta?

Mas não era uma simples gaveta. Ele dizia... “Não devemos esquecer que este cérebro é humano e como todo o humano devemos nos basear em objetos concretos para ajudar a realizar o impossível, o inimaginável.” Ele ainda dizia “Um jogador de futebol sabe dominar a bola perfeitamente em seu ambiente terreno. Mas coloque-o no espaço! Em um lugar que não tem gravidade. Sua experiência como jogador vai valer muito pouco pois o ambiente não é o que ele conhece!” Ele continuou falando. “O que estou fazendo aqui é mostrar um ambiente conhecido para facilitar o viajante a conquistar sua vitória.” “No momento aquelas gavetas são o seu cérebro e fica mais fácil para o cérebro entender meus comandos.”

Comandos! Era isso que eu temia que ele dissesse. Aquela mulher estava sob o seu comando e certamente ele estava dirigindo para qualquer lugar e qualquer parte que ele queira! Certamente ela iria ver o que ele queria que ela visse. Uma mente comandada pode agir como um sonâmbulo. Ela pode facilmente ser comandada a pensar que está em um parque e por vezes até sentir o cheiro das flores.

Fiquei analisando, de longe, tudo o que ele falava.

“A gaveta desconhecida têm muitos segredos. Por isso... Devemos abrir aos poucos.”

Abra lentamente e sem medo, pois o que têm lá dentro está dentro de você! E você não tem medo de você mesma! não é?” “ - Não tenho medo!” Disse ela.

Ele a mandou prosseguir. Ela abriu a gaveta e ele afirmava que mesmo com a gaveta aberta ela ainda não conhecia o seu interior e ele dizia que era claro que não conhecia. Está gaveta nunca tinha sido aberta por ela antes e só tinha coisas desconhecidas e sem sentido e só com a ajuda dele que estes segredos se revelaria. Ele pediu para que ela ficasse calma pois ele diria exatamente o que deveria fazer.

Incrível como ele relacionava os objetos conhecidos para mostrar a profundidade do cérebro da moça.

“Veja que dentro da gaveta existem varias pastas! Cada uma dela com nomes desconhecidos que aos poucos estarei revelando para você! Mas não agora! No momento só quero que você pegue uma pasta, que está escrito à palavra. Energia.”

Ela fez como ele pediu. Rapidamente achou uma pasta com esse nome. Claro... foi sugestão dele para que ela a achasse.

“Agora! Quando disser para abrir a pasta você vai sentir está energia fluir em uma parte desconhecida do seu cérebro. Uma parte que a muito estava dormindo e que agora vai acordar. – Porém você não vai se sentir carregada de energia. Vai se sentir enfraquecida. Muito enfraquecida e sedenta, como se você não estivesse se alimentado por dias.”

Ela enrugou a testa e ele disse rapidamente: “- Abra a pasta!“

Eu vi o corpo dela balançar e logo em seguida a sua cabeça e seus braços caíram como se ela tivesse desmaiada.

Ele perguntava... “ O que está sentindo?” –Cansada, exausta com fome, com sede.

“Ah. Mas não é exatamente fome de comida nem fome de água.”. “eu liguei a parte do seu cérebro que está ligada a energia pura. A energia do universo. A energia da matéria.!”

Ele andou em volta dela e foi falando para todos que estavam lá.

“Nada neste mundo material vai alimentá-la. O que a alimenta agora é a energia. Pura e infinitamente complexa para os humanos.” “Agora prestem bastante atenção!”

Ele foi até ela e disse:

“Quando eu disser para abrir os olhos você vai ver a energia apenas... A energia que você nunca viu e que está em todos, em tudo. É uma energia tão forte que você estará convencida que ela a alimentará. Você precisa dela para viver. Fará de tudo para obtê-la. Para se alimentar desta energia basta apenas olhar para ela e gesticular com a mão e ela virá até você e será alimentada por ela. “

“ - Abra os olhos.”

Ela abriu e por azar eu estava bem na sua frente.

Ela me olhou... Como uma presa. Quando eu vi o seu braço se mexer... Eu desmaiei.

É claro que até hoje posso dizer que eu estava tão impressionado com aquilo tudo que a emoção do resultado me tirou de órbita.

Eu lamento que não tenha visto tudo até o seu final. Para mim era muito importante saber como toda aquela aula terminou. Mas A mulher que estava hipnotizada, não lembrava de nada e o mentor disse que quando a entidade toma conta do seu corpo era como se ele não estivesse lá.


Abraços Adriano Siqueira
http://www.adoravelnoite.com
siqueira.adriano@gmail.com

Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo