sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Alguns Minutos de Desespero


Alguns Minutos de Desespero

─ Alô!
─ Você vai achar estranho, mas tem que sair da sua casa e entrar no carro que está na sua porta.
─ Quem está falando?
─ Agora!
─ Você deve ser algum louco! Essa buzina! Pare de buzinar a vizinhança toda vai ouvir.
─ Só paro se você sair! Olha eu estou aqui para te salvar.
─ Salvar de quem? Espere! O Ivan, meu namorado, está ligando no meu celular. Desliga essa maldita buzina!
─ Ok vou desligar mas não atenda o celular. Seu namorado está morto e o assassino dele também quer te matar.
─ Pare com isso! Vou chamar a policia se não for embora agora!
─ Não atenda o celular!
─ Alô! Ivan!
─ Neculai está com fome!
─ Não! O que fez com meu namorado?
─ Preciso de San...
─ Alô? Meu celular perdeu o sinal!
Crash!
─ Mas quem diabos é você? Você destruiu minha casa.
─ Foi só a porta da frente. Tenho um aparelho que interrompe o sinal do celular. Vou te levar para um lugar seguro. Agora entra no carro.
─ O que está acontecendo. O que este assassino quer.
─ Eu o persegui a noite toda. Ele é rápido. Meu aparelho só interrompe alguns segundos.
─ Mas como ele pega as pessoas.
─ É um vampiro diferente. Viaja por ondas. Se alimenta do desespero e... espere meu celular esta tocando. Ele já sabe que estou no jogo.
─ Alô!
─ Neculai vai matar os dois! Sei que estão no carro. Será impossível me deter.
─ Então vem me pegar.
─ Já estou aqui.
─ Ele vai nos pegar por que está jogando o celular no banco de trás?
Neculai aparece no Banco de trás exatamente onde o celular foi jogado.
─ Agora que você apareceu Neculai. Eu aciono minha armadilha. Ela fecha a as portas e janelas do banco de trás e somos protegidos por uma parede para que não possa atacar.
─ Não! Neculai quer sangue!
─ Só um minuto Neculai. Meu aparelho que interrompe o sinal de celular precisa de mais alguns segundos para ativar.
─ Lucia! Lucia eu vou tomar todo seu sangue. Deve ser tão bom quanto do Ivan! Atenda o celular ou vou pegar toda a sua família.
─ Ele vai pegar minha família. Eu não posso deixar que isso aconteça.
─ Lucia. O que está fazendo? Não Leve o celular! É perigoso Negociar com ele! Não saia do carro!
─ Preciso fazer isso! Sinto muito! Preciso atender o celular.
─ Volte Lucia! Não saia do carro volte para cá. Aqui você está protegida. Não atenda o celular. Ele é astuto está te enganando.
─ Sinto muito. Ele vai matar toda a minha família.
─ Não! Eu posso detê-lo.
─ Alô! Por favor não faça nada com minha família.
Neculai aparece ao lado de Lucia e sorri.
─ Neculai faz o que quer! E agora quero você! Antes vou virar este carro ribanceira a baixo. Adeus caçador!
─ Eu vou te caçar pela eternidade!
─ Conto com isso caçador. Vai ser uma longa viagem.
Crash! Booom!
─ Agora que liquidei o caçador vou conversar com minha vítima. Antes de sugar todo o seu sangue você vai me contar onde está sua família.
─ Não! Não!
─ Isso. Fique desesperada. A noite apenas começou e temos muito tempo.


Por Adriano Siqueira

Leia a continuação neste link
http://contosdevampiroseterror.blogspot.com.br/2014/12/minutos-de-desespero-de-um-fim-de-ano.html

Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo