terça-feira, 31 de março de 2015

O Desespero vem para o Jantar


O Desespero vem para o Jantar
O vampiro Neculai encontra um novo sedutor da internet 

– Alô!
– Ele não virá para o seu jantar Verônica.
– Quem está falando? Quem não vira?
– Meu nome é Neculai. Estava me referindo ao Claudiney o homem que está esperando ansiosamente neste restaurante. 
– Como tem tanta certeza que ele não vai vir? É amigo dele?
– Não sou amigo. Mas neste exato momento ele está roubando a sua casa.
– Como assim? Tem algo estranho nesta conversa. Preciso ligar para ele.
– Claudiney não vai atender. Ele sabia que você viria ao seu encontro e você passou o endereço da sua casa para ele nas suas conversas na internet e ainda disse que não tinha cachorro. Você disse a ele que morava sozinha. Ele armou de encontrá-la só para roubar a sua casa. 
– Isso não é possível. A gente se conhece faz um bom tempo.
– Só pela internet. Ele é um ladrão bem conhecido. Gosta de conhecer mulheres ingênuas.
– Eu não sou ingênua. Tenho o endereço dele também. Já falamos por celular.
– Ele se aproveita de pessoas assim. Pega a confiança da pessoa e depois tira tudo que ela tem. 
– Como? Como ele pode?...
– Sei que você é uma mulher muito influente com a politica. Sabe muito bem fazer um cara conhecido ser até um presidente.
– Eu me conheço bem. Não precisa dizer o meu currículo. 
– É uma mulher que pode mandar no governo quando quiser mas infelizmente é solitária. Os homens tem medo de você. Por isso procura na internet alguém que possa ser o que você precisa. 
– Isso também não é novidade Neculai, mas no momento estou preocupada com a minha casa que aquele ladrão está roubando.
– Não se preocupe com ele. Eu darei a ele bons modos por quebrar sua confiança. 
– Mas... quem é você? 
– Neculai adora fazer amigos. 
– Escutei gritos? Que está acontecendo ai? 
– O Gatuno do Claudiney não consegue engolir tudo que ele roubou. Só um segundo...
– Mas que barulhos são esses? 
– Acho que ele engasgou com o seu troféu de ouro. Ja resolvo isso;
– O quê? Ele roubou meu troféu? Que desgraçado. Ganhei na Faculdade.
– Os anéis e colares desceram facilmente mas esse troféu está... bastante... complicado... Pronto. Agora vai! Engole logo!
– Meu Deus! Esse troféu é do tamanho da minha mão. 
– Pronto, Pronto... Engoliu e está quase em desespero. 
– Ele engoliu minhas joias?
– Estou tentando tirar agora mesmo só estou bebendo o sangue dele pois está delicioso.
– Agora lembro do Senhor. Neculai o assassino que está sendo aclamado por todos. 
– Confesso que sou bem conhecido Verônica. Pronto... Claudiney não engana mais ninguém.
– Eu confiei tanto nele. Como pode fazer isso comigo. 
– Isso acontece Verônica. Você não foi a primeira vitima, mas agora é a última.    
– Não deixe minhas joias com ele.
– Já estou tirando. Vou lavar e ficará novinho. 
– Não sei bem se quero usá-las novamente.
– Posso levar para a Deise então. 
– Quem é Deise? Sua amante?
– Uma amiga. Ela adora meus presentes. 
– Neculai. Você me fez rir depois de toda esta tragédia. 
– Eu sou um cara bastante divertido Verônica. O pessoal reclama um pouco no começo mas depois tudo termina em festa. 
– Você tem mesmo um estilo bem estranho de chamar para uma conversa. Por que não vem aqui e tomamos algo já que o meu jantar foi cancelado.
– Coloque o celular debaixo da mesa. 
– Tudo bem. Depois de tudo que aconteceu hoje, qualquer coisa agora seria uma surpresa agradável.
– Olhe para baixo.
– Oh meu Deus? Você Você esta aqui e... e... 
– Sem Roupas. 
– Era isso que eu ia dizer. Não saia daí. Vou ver como resolvo isso. Já volto.
– Seja breve. É constrangedor. As vezes me pergunto porque não inventaram uma roupa para um vampiro como eu. Viajar pelo celular já é complicado.  
– Pronto! Vista isso!
– É uma roupa de Garçom Verônica. 
– Era o que eu pude arrumar. Disse que meu marido se molhou. 
– Fui promovido a marido debaixo da mesa.
– Seja rápido Neculai. Os garçons já estão olhando.
– Já colocou uma calça por debaixo da mesa?   
– Só tirei.
– Entendo. Bom eu já estou vestido. Agora vou levantar e me sentar.
– Uau! Neculai!Você é um gato. 
– Eu sei o que sou. Um morcego, um lobo, uma coruja, mas não um gato.
– Não importa. Obrigado por fazer companhia. Não esperava que o Claudiney fosse um ladrão.
– Você não está com medo de mim?
– Deixa ver... Seus olhos, sua boca, seu corpo... Não estou com medo. Estou com fome. 
– É uma mulher de muitos desejos Verônica. Também tenho os meus.  
– Então bem-vindo Neculai. Eu sou o que você precisa para ser o que quiser no governo. 
– Façamos um brinde. E que nossa união seja bom para a Nação.
– Tim Tim.
– Que bom que este restaurante tem uma TV. Meu programa já vai começar.

...

– Começa agora - Programa do Desespero com os apresentadores Marco Tong e Solange Pen.
– Sei que vocês devem estar achando estranho ver que estou aqui no meio do palco do programa, de joelhos, enquanto Marco Tong aponta uma arma para mim. Eu vou explicar. Existem milhares de brasileiros hoje que estão passando por isso neste momento. A violência está sendo comum a cada dia e ficamos exatamente assim, de joelhos. Esperando que apareça um amigo salvador. Por isso, você aí do auditório. Você aí de casa compre agora o carnê do Amigo Salvador Neculai. Esse carnê garante a sua segurança. Não é Marco?
– Isso mesmo Solange. Deixe-me ajudá-la a levantar. O carnê vem com adesivos para colocar na porta da sua casa e já sabem né? Custa apenas um salário mínimo. E tem a proteção dos Vigilantes do Neculai. Olha só que maravilha heim Solange. 
– Pois é Marco. E os Vigilantes do Neculai estão aumentando a cada dia. Lembre-se que nesta época de crise o emprego fica cada vez mais difícil e por isso o carnê paga o salário destes Vigilantes. Por isso a sua ajuda é imprescindível para manter a segurança do seu Bairro, da sua Rua. Mas tem Comodistas que não estão colaborando...
– É muito triste isso Solange. São pessoas egoístas que só pensam nelas e não estão adquirindo o carnê e nem pensam em pagar estas pequenas prestações. Mas estamos de olho neles. 
– Sim Marco. Graças a ajuda de vocês, já sabemos quem não está colaborando e pedimos para que tomem cuidado, pois pode aparecer um ladrão a qualquer hora e ele vai acabar com toda a sua família em poucos minutos e depois não terá como se arrepender pois já será tarde demais. 
– Compre o nosso carnê e garanta a sua segurança. Vamos para um intervalo e já voltamos.
– É isso mesmo gente! Daqui à pouco voltaremos. 




Por Adriano Siqueira
Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo