Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa
Livro que pode ser adquirido diretamente com a autora - clique no banner para conhecer o blog da autora.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

O Vampirismo na hipnose e no Controle da Mente



O Vampirismo na hipnose e no Controle da Mente

A hipnose é uma ferramenta fundamental para todos que querem conhecer mais sobre os poderes da mente. As viagens astrais, o domínio do inimigo, o conhecimento do poder interior, o controle da dor e do prazer. Esta ferramenta abre as portas trancadas dentro do nosso cérebro, consegue desenterrar as mais antigas lembranças e também pode colocar lembranças que nunca existiram. Através de algumas palavras chaves algumas pessoas conseguem recordar um livro inteiro incluindo os números das páginas. E em algumas séries de Tvs, onde alguns vilões usavam "palavras chaves" para um individuo qualquer se transformar em um assassino.
O assunto é tão abrangente e fascinante que acabou tendo um nome em comum com os fãs desta pratica – “Mind control”. Existem em muitos sites americanos e japoneses a divulgação desta pratica. Mostram como elas foram muito utilizadas em filmes e seriados. Incluindo na maioria das vezes, os de vampiros.



Este é um poder que os vampiros já adquirem para possuir suas vitimas. Muitas vezes usado pelos próprios caçadores para seguir os passos do vampiro.

Este poder extraído da hipnose pode ser tão grandioso que poderia explicar as várias formas que as testemunhas viam um vampiro. Se ele molda a mente das pessoas, ele  poderia facilmente modificar as suas mentes para vê-lo com várias formas diferentes incluindo a de Morcego que é a sua forma mais conhecida. Seria então um ser sobrenatural que poderia, com a sua sugestão hipnótica, fazer acreditar na existência das suas transformações. Como o mágico Mandrake faz em suas histórias em quadrinhos. Se isso for verdade, poderíamos até contestar as evidências da sobrenaturalidade de um vampiro. Poderia ser então um humano normal que tem muita experiência com o hipnotismo e assim fazer-se sobrenatural. Métodos aproximados aos mágicos, como se transformar em fumaça ou mesmo o famoso poder de voar.
Mesmo com todas estas teorias seria difícil explicar a sua longevidade? Poderia o vampiro fazer com que as pessoas o vissem como um jovem quando na realidade é muito mais idoso do que parece?
Através da hipnose isto seria fácil.



O Mind Control e a hipnose são armas perigosas e devem ser usadas com cautela. Com ela você pode mudar a vida de uma pessoa completamente. Transformando uma mente pura em uma completamente pervertida e mortal.
Os estudiosos sobre o tema advertem que tudo é ainda ficção, porém, baseando-se nos filmes do vampiro algumas dessas armas foram criadas pela cia com o nome de Mk Ultra.



O texto abaixo mostram algumas destas técnicas.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------

O texto abaixo foi extraído do livro “Dicionário de Ciências Ocultas – 1973
Coleção – Adriano Siqueira

HIPNOTISMO

Os prodígios magnéticos sobre os quais atraiu tão calorosas controvérsias a propaganda do famoso Mesmer, caíram, no principio dos século 19, no maior descrédito. As conclusões negativas da Academia de Medicina da França, pareceram uma razão suficiente para um abandono decisivo da questão, e os teimosos magnetizadores enfrentaram uma segura e pouco invejada fama de loucos e charlatães. Tal era o triste estado da questão, quando, em 1840, um cirurgião de Manchester, James Braid, observou os efeitos hipnogênicos do ponto brilhante, e recomeçando as experiências, fez com que o sono nervoso retornasse à cena para o espanto dos sábios da Inglaterra. Braid batizou de hipnotismo suas descobertas, e, sob o este nome, os fatos que antes só haviam despertado uma obstinada reprovação na franca. A partir de então, o fenômeno foi acolhido de uma forma diferente, tornando-se a base das maravilhas que hoje em dia ninguém mais discute.
Atualmente estabelecem-se entre o sono hipnótico e o magnético certas diferenças especiais, quando aos seus caracteres e condições, se bem que no fundo ambos são uma mesma coisa e um só fenômeno, e tem-se como certa a influencia que uma pessoa pode exercer sobre outra, ainda que esta influencia seja algo diferente do agente fluídico, suposto pelos magnetizadores de outras épocas.


EXTERIORIZAÇÃO

Certos fatos assombrosos do hipnotismo, estudados profundamente por De Rochas, deram soluções cientificais a importantes questões da magia, e entre elas a possibilidade do embruxamento e dos fenômenos oferecidos por alguns médiuns espíritas. Estes fatos receberam o nome de exteriorizações da sensibilidade, da produtividade e da força motriz, segundo sua classe, e já se constituem numa verdade científica, positivamente adquirida, que certamente será a base de outras descobertas não menos assombrosas.
Baseando-se no fato já comprovado de que, em determinados graus da hipnose, os sujeitos são insensíveis organicamente (anestesia), ou sumamente sensíveis (hiperestesia) à vontade do hipnotizador, de De Rochas, Richet e outros tentaram a exteriorização da sensibilidade, e obtiveram resultados bastante satisfatórios.
De Rochas cortou uma mecha de cabelos do sujeito foi submetido ao sono hipnótico, e sua sensibilidade, transferida para o boneco, que foi entregue para o seu ajudante. Este levou-o para uma outra casa, com ordens ara que depois de algum tempo, no momento em que quisesse, arrancasse os cabelos do boneco e como bem entendesse, mas tomando nota do momento exato da operação. O ajudante se retirou, e De Rochas e outros assistentes acordaram o paciente pouco depois. Mantiveram uma conversa descontraída e informal durante certo tempo, até que num dado momento o sujeito interrompeu a reunião como um ai!, dizendo que alguém lhe tinha arrancado um cabelo na nuca, levando a mão ao local. Persuadido de que ninguém lhe tinha encostado, continuaram a reunião. Depois, em intervalos diferentes por mais três vezes, o sujeito se queixou com idênticas exclamações e pelo mesmo motivo. Mais tarde, ao compararem a hora e os fatos, viu-se que tudo coincidia exatamente com as manipulações do ajudante, em cumprimento às ordens recebidas.
Richet comprovou diversas vezes que os sujeitos em estado de letargia, que perdem toda a sensibilidade orgânica, percebem nitidamente a sensação correspondente, mas fora do corpo. Para prová-lo, picou e queimou várias vezes as carnes de pessoas, sem que estes dessem o menor sinal de dor. Mas ao contrário, ao aplicar um fósforo aceso numa zona atmosférica que variava entre 20 centímetros e 5 metros, ou ao picar esta região com um alfinete, as pessoas sentiram a queimadura e a picada. Depois destas experiências, é impossível negar-se a exteriorização da sensibilidade. A mesma coisa acontece com a exteriorização da percepção.
Não só um, mas diversos pesquisadores provaram que, em certo grau de sonambulismo, a pessoa pode ver atrás, pelas mãos, pelos pés, ou mesmo por nenhum dos órgãos do corpo, mas fora de si e as distâncias imensas. Estes fenômenos, segundo suas espécies, podem ser de clarividência e clariaudiência.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------



Os fatos que se seguem abaixo, foram coletados por mim e um amigo na época, em 1991. Os nomes foram trocados, incluindo o da seita. Pois, embora esta seita não exista mais, algumas novas foram influenciadas diretamente por ela.

É óbvio que não se deve tentar em casa o que se segue abaixo.

Isto que informo é apenas um relato. Sou apenas alguém que presenciou algo que achei incrível e ao mesmo tempo pura loucura. Mas passo para vocês apenas para informação..

Naquela época pude presenciar pela primeira vez um dos estágios da hipnose.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vampiros de Energia através do hipnotismo
Por Adriano Siqueira 

Uma mulher aparentando 25 anos foi para o centro da sala e o mentor a hipnotizou com apenas alguns movimentos dos braços.

Acho que comecei muito rápido...

Vamos falar um pouco sobre essa seita e sobre o que eles faziam.

A seita ainda estava nascendo. Poucos participantes, não passavam de 20 pessoas curiosas por conter alguns cursos agregados como Teologia e conversas com entes extraterrestres. Isso mesmo! Entidades extraterrestres que falavam a nossa língua em vários sotaques diferentes em um mesmo corpo.
O mentor que estava recebendo as entidades estava mal de saúde. Cambaleava o tempo todo e se dizia um fraco e que não duraria muito. Uma atitude típica de uma seita que quer crescer. Sempre mostrando vulnerabilidade e pedindo ajuda, pedindo ajuda e mais ajuda. Diferente de algumas que conheci onde geralmente eram pessoas ricas que diziam: Se vocês querem ser iguais a mim sigam essas regras etc. Isso é quando a seita já está com milhões de fiéis.
O mentor devidamente trajado de branco recebia seu guia extraterrestre e “falando com sotaque alemão” conversava sobre a física e sobre a matéria como um cientista. Alertava sobre os perigos de alguns alimentos e bebidas. Dizia sobre os refrigerantes serem produzidos por alienígenas e sobre algumas propagandas subliminares. O hipnotismo fazia parte deste “show”.

Agora que deixei a seita mais explicada posso continuar onde estava.

A hipnose é assim mesmo! Não é que todas as pessoas sejam hipnotizáveis mas, a partir do momento que a pessoa aceita o teste, ela já está bem próxima de uma sugestão hipnótica positiva.

Com o corpo bem relaxado, a mulher balbuciava frases sem sentido enquanto o mentor-hipnotizador servia como um guia, dirigindo a hipnotizada para escadas e elevadores. Uma forma muito utilizada para uma conexão completa e profunda com o hipnotizado.
Algumas vezes ele estava dizendo que ela estava no elevador e ele ia descendo e ele a ajudava a contar os andares. 9, 8..., 2, 1, e logo que chegava no térreo ele ainda pedia para que ela descesse as escadas e ia contando os degraus.
A mulher ficava cada vez mais sobre o poder do mentor. Se uma pessoa que está relaxada e em um lugar completamente silencioso, funciona perfeitamente. É fascinante ver que depois de 20 minutos ela tinha chegado aonde ele queria. Um quarto que tem só um armário com várias gavetas.

O mentor ia apresentando as gavetas para a hipnotizada. Cada gaveta continha uma região do seu cérebro. Umas de dor e prazer, uma para memórias antigas, outra gaveta outras vidas, outra gaveta desconhecida. E ele ficava dizendo. Desconhecida pois você não conhece todo o poder que tem o seu cérebro.

Nada que ele disse era uma novidade absoluta. A maneira como ele dizia é que era estranha e nos levava a plena curiosidade.
Poderíamos finalmente conhecer nossos poderes escondidos no nosso cérebro? Apenas abrindo uma gaveta?

Mas não era uma simples gaveta. Ele dizia... “Não devemos esquecer que este cérebro é humano e como todo o humano devemos nos basear em objetos concretos para ajudar a realizar o impossível, o inimaginável.” Ele ainda dizia “Um jogador de futebol sabe dominar a bola perfeitamente em seu ambiente terreno. Mas coloque-o no espaço! Em um lugar que não tem gravidade. Sua experiência como jogador vai valer muito pouco pois o ambiente não é o que ele conhece!” Ele continuou falando. “O que estou fazendo aqui é mostrar um ambiente conhecido para facilitar o viajante a conquistar sua vitória.” “No momento aquelas gavetas são o seu cérebro e fica mais fácil para o cérebro entender meus comandos.”

Comandos! Era isso que eu temia que ele dissesse. Aquela mulher estava sob o seu comando e certamente ele estava dirigindo para qualquer lugar e qualquer parte que ele queira! Certamente ela iria ver o que ele queria que ela visse. Uma mente comandada pode agir como um sonâmbulo. Ela pode facilmente ser comandada a pensar que está em um parque e por vezes até sentir o cheiro das flores.

Fiquei analisando, de longe, tudo o que ele falava.

“A gaveta desconhecida têm muitos segredos. Por isso... Devemos abrir aos poucos.”
Abra lentamente e sem medo, pois o que têm lá dentro está dentro de você! E você não tem medo de você mesma! não é?” “ - Não tenho medo!”  Disse ela.

Ele a mandou prosseguir. Ela abriu a gaveta e ele afirmava que mesmo com a gaveta aberta ela ainda não conhecia o seu interior e ele dizia que era claro que não conhecia. Está gaveta nunca tinha sido aberta por ela antes e só tinha coisas desconhecidas e sem sentido e só com a ajuda dele que estes segredos se revelaria. Ele pediu para que ela ficasse calma pois ele diria exatamente o que deveria fazer.

Incrível como ele relacionava os objetos conhecidos para mostrar a profundidade do cérebro da moça.

“Veja que dentro da gaveta existem varias pastas! Cada uma dela com nomes desconhecidos que aos poucos estarei revelando para você! Mas não agora! No momento só quero que você pegue uma pasta, que está escrito à palavra. Energia.”

Ela fez como ele pediu. Rapidamente achou uma pasta com esse nome. Claro... foi sugestão dele para que ela a achasse.

“Agora! Quando disser para abrir a pasta você vai sentir está energia fluir em uma parte desconhecida do seu cérebro. Uma parte que a muito estava dormindo e que agora vai acordar. – Porém você não vai se sentir carregada de energia. Vai se sentir enfraquecida. Muito enfraquecida e sedenta, como se você não estivesse se alimentado por dias.”
Ela enrugou a testa e ele disse rapidamente: “-  Abra a pasta!“

Eu vi o corpo dela balançar e logo em seguida a sua cabeça e seus braços caíram como se ela tivesse desmaiada.

Ele perguntava... “ O que está sentindo?” –Cansada, exausta com fome, com sede.

“Ah. Mas não é exatamente fome de comida nem fome de água.”. “eu liguei a parte do seu cérebro que está ligada a energia pura. A energia do universo. A energia da matéria.!”

Ele andou em volta dela e foi falando para todos que estavam lá.
“Nada neste mundo material vai alimentá-la. O que a alimenta agora é a energia. Pura e infinitamente complexa  para os humanos.” “Agora prestem bastante atenção!”

Ele foi até ela e disse:
“Quando eu disser para abrir os olhos você vai ver a energia apenas... A energia que você nunca viu e que está em todos, em tudo. É uma energia tão forte que você estará convencida que ela a alimentará. Você precisa dela para viver. Fará de tudo para obtê-la. Para se alimentar desta energia basta apenas olhar para ela e gesticular com a mão e ela virá até você e será alimentada por ela. “

“ - Abra os olhos.”

Ela abriu e por azar eu estava bem na sua frente.

Ela me olhou... Como uma presa. Quando eu vi o seu braço se mexer... Eu desmaiei.

É claro que até hoje posso dizer que eu estava tão impressionado com aquilo tudo que a emoção do resultado me tirou de órbita.

Eu lamento que não tenha visto tudo até o seu final. Para mim era muito importante saber como toda aquela aula terminou. Mas A mulher que estava hipnotizada, não lembrava de nada e o mentor disse que quando a entidade toma conta do seu corpo era como se ele não estivesse lá.

Abraços
Adriano Siqueira
Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo