quinta-feira, 29 de maio de 2014

Uma Visão do Vampirismo



Uma Visão do Vampirismo:
Por Adriano Siqueira


O Vampiro para as mulheres... é o homem misterioso e sensual que toda mulher procura! É aquele homem que chega (a noite) diz as coisas que elas querem ouvir e se sentem encantados por estarem ao lado delas.. É o homem que é pai e filho! É a salvação da vida tediante e minimalista que geralmente as mulheres passam é o impossível e o inacreditável misturado em um homem só... O vampiro para o homem.... é o que o homem sempre quis ser para conquistar as mulheres que gostam de vampiros!
Claro que esta não é a minha opinião particular! Apenas quero dividir com vocês por serem democráticos! Eu não estou dizendo que concordo exatamente com esta opinião! Vejam abaixo os relatos do Freud:
O beijo-mordida do vampiro, para chupar o sangue, tem um conteúdo sádico-erótico que também não passou despercebido para os psicólogos. Ernest Jones diz que "O ato de chupar tem um significado sexual desde a mais tenra infância, que se mantém durante toda a vida através do beijo".
A mordida, Segundo Freud, é um beijo em parte sádico, em parte erótico. Além de que o sangue se relaciona profundamente com a sexualidade.
Em sua história do vampirismo, Montague Summers escreveu que "há muito tempo que os psicólogos reconhecem a existência de uma relação precisa entre a fascinação pelo sangue e a excitação sexual". Freud ainda diz que: "O medo mórbido sempre significa desejos sexuais reprimidos"
O escritor inglês Murice Richardson, um especialista contemporâneo em vampiros, concorda com esta opinião do pai da psicanálise. Segundo Richardson, o vampiro encarna os desejos sexuais reprimidos e o sentimento de culpabilidade sexual que datam da infância.



---------------------------------------------------------------------------------------------------

Complemento sobre o texto “Uma Visão do Vampirismo”

Quando escrevi este texto, que é de 2002, sobre essa outra Visão do Vampirismo eu queria mostrar a visão do homem e da mulher através da sua sexualidade com o vampirismo.

Sinceramente fiquei temeroso de continuar a fazer um texto mais extenso pois entrariam na psicologia moderna machismos e feminismos sobre a necessidade dos homens que querem sempre mais sem fazer nada e as mulheres estarem sempre lutando para conquistar.

Vemos muito disso hoje, e se baseando nos textos do livro Drácula do Bram Stoker. "Como é que as mulheres podem ver este vampiro com tanta idolatria se ele declaradamente tinha três noivas e ainda queria uma nova mulher que achava ser a a antiga reencarnada?"

Será que um homem casado com três (que já é impossível) conseguiria convence-las que ele finalmente tinha encontrado o seu antigo amor reencarnado? Ah. meu amigo. No dia seguinte estava estampado nas manchetes dos jornais.
"Vampiro encontrado com três estacas enfiadas no coração!"
Ou"Trigano da Transilvânia vende todos os bens para pagar a pensão para as noivas."

Certamente elas saberiam que o Conde não ficaria com uma só. E você vê claramente nos textos que em nenhum momento elas brigavam entre si. Aceitavam-se como noivas do Conde e estavam contentes com a sua procura por uma amada reencarnada. Noivas até quando? Quer dizer que elas sabiam que nenhuma delas seria a esposa? E a lei que diz que tres anos já é esposa declarada? Isso sim é a ficção real do livro. :-)

Os homens querem ser o Conde Drácula por ele poder se transformar em vários animais noturnos? Poder controlar os os relâmpagos e as chuvas? Ter a força de 10 homens? ou ser noivo de três mulheres que aceitam tudo? :-)

O que eu tentei passar foram alguns fatos para entender essa relação do Conde Drácula na visão dos homens e mulheres.

Segue abaixo mais imagens sobre as noivas de Drácula






Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo