Clique no banner abaixo e conheça a Editora Collaborativa.

O Sangue dos Monstros - clique aqui

O Sangue dos Monstros - clique aqui
conheça mais sobre o livro O Sangue dos Monstros - 2018

sábado, 10 de agosto de 2019

A China chama o Vampiro Neculai






A China chama o Vampiro Neculai
O rapto do Desespero
por Adriano Siqueira



As  notícias dos informantes do vampiro Neculai indicaram o carro que teria os matérias roubados do seu escritório na China. E ele não perde tempo.
— Alô!
— Olá motorista! Ha Ha Ha! Sabia que é proibido de atender o celular enquanto dirige?
— Quem diabos está falando?
— Neculai! Há Ha Há! Não sou um diabinho. Sou um vampirinho que vai sugar todo o seu sangue.
— Não pode fazer isso de um celular Idiota!
— Digamos que eu já estou do seu lado.
— Não é possível! Como entrou no meu carro?
Neculai pisa no pé do motorista fazendo como que o carro corra mais rápido.
— Se quer saber se esta história terá um final feliz. Basta responder minhas perguntas.
— Me deixe em paz. Vamos bater o carro se continuar assim.
— Primeira pergunta: você trabalha para quem?
— Eu não sei.
Neculai pega o volante e joga o carro para o acostamento e fica raspando nos protetores de ferro, causando muitas faíscas. O motorista fica em pânico.
— Pare com isso vai nos matar.
— Há Ha Ha! Eu vou ficar bem. Mas você ficará irreconhecível.
O carro volta para a estrada e logo em seguida aparecem dois carros pretos, um de cada lado. Cercando o veículo. Neculai questiona.
— São seus amigos?
— Eu não conheço eles! Eu nunca...
O carro é atingido por muitas balas pelos dois lados. O motorista morre e joga o carro para o acostamento fazendo com que o carro perca o controle e começa a rodopiar várias vezes.
O vampiro Neculai estava desacordado. É arrastando para fora e o carro explode.
Os homens encontram o celular do Neculai e quebram com a sola dos sapatos. Neculai é jogado para dentro do carro. E todos saem do local.

Mais tarde em um apartamento a China Girl estava lendo a respeito do Neculai na internet. Existiam muitas dúvidas sobre quais eram os seus propósitos. Muitos diziam que ele era um futuro ditador, outros diziam que ele era um messias e que veio para o Brasil para colocar o país em ordem.
As curiosidades sobre este vampiro eram muitas. Testemunhas que afirmam em dizer que ele era milagroso e que todos recebiam presentes. Enquanto outros mostravam a sua sede de sangue e mortes em uma desgovernada trilha de Sangue e Desespero.
O celular toca e China Girl atende.
— Alô!
— Não faça nada para eles. Eu estou...
— Neculai? O que houve?
— Srta. China Girl eu suponho.
— Quem é você? O que fez com o Neculai?
— Ele está bem. Apenas um pouco ferido. Mas ele tem poucas horas de vida. Se ele não voltar para o celular em uma hora ele pode se desfazer.
— O que você quer?
— Um favor. Apenas isso. E soltaremos o Neculai. No escritório dele. Tem uma mala marron. O pessoal da segurança te conhece e eles vão deixar você entrar. Leve a mala para o endereço que estou passando para você. E soltaremos o Neculai e tudo vai terminar bem. Você decide como a história vai terminar.
— Se vocês machucarem o Neculai. Prometo que irão sofrer muito.
O celular é desligado e a China Girl vai ate a janela e diz.
— Quem disse que hoje seria um dia tranquilo.

No prédio da empresa do Neculai na China.
China Girl entra no escritório para pegar a maleta marron. Mas quando abre a porta encontra alguém bem conhecido sentada na cadeira do Neculai.
— Karina?! O que está fazendo aqui na China?
— Não vem não sua mocreia. Neculai sempre atendeu minhas ligações. O que fez com ele? É bom falar ou vou sujas as minhas unhas no seu pescoço.
— Ele foi raptado. Pediram para que eu levasse a maleta marrom para eles.
— E por acaso você sabe o que tem na maleta?
— Eu não faço ideia.
— São mapas do Trem bala subterrâneo que o Neculai está construindo. Através deste trem bala e está no oceano os terroristas podem viajar para muitos países, incluindo o Brasil. Ninguém saberia sobre isso e teríamos guerras por tudo o mundo.
— Que loucura. Um trem bala por baixo do oceano? Como não descobriram ainda?
— Muitas empresas estão envolvidas. Neculai criou esse trem na empresa dele. Para transporte mais barato de muitas mercadorias e com preços bem menores dos que da alfandega. É uma mina de ouro. E ainda pode levar muitos passageiros.
China girl fica pensativa.
— Se entregarmos essa mala estaremos condenando o mundo. No entanto se não entregarmos, Neculai pode morrer.
— Eles sabem disso. Por isso ligaram para a crush dele.
Irritada China Girl mostra a aliança para a Karina.
— Sou a mulher dele. Entende isso Karina. Eu o amo. E vou fazer o que é preciso para tirá-lo de lá.
— Então querida China Girl. Acho que você está envolvida emocionalmente com este caso e não acho que você sabe o que deve fazer. Porém! A sua sorte é grande e eu já tenho um plano. Preste bem atenção. Você é adulta e vou falar só uma vez. Nós vamos até lá salvar o amor da minha vida e entregar essa maletinha para eles e teremos um final feliz.
China Girl fica perplexa com a resposta da Karina.
— Mas, e o mundo? Como vamos salvar o mundo.
Karina dá um sorriso e responde.
— Querida. Eu não sei se você lê histórias em quadrinhos, que são as reais fontes de sabedoria deste planeta. Mas para lá. Eu vou te contar. Existem dezenas de terras paralelas. São outras terras que m pessoas lindas como eu certamente um Neculai apaixonado por mim e é sou eu achar esse mundo e mudo para lá. Mato a Karina de lá pois certamente ela não é mais bonita do que eu e caso com o Neculai e mando as fotos do casamento para você ver.
China girl senta no sofá e coloca as mãos no rosto. Não acreditando no que ela acabou de ouvir.
Karina começa a gargalhar. Pega a mala e rodopia pela sala.
— Sabia que você iria adorar meu plano. É infalível.
China Girl toma a mala das mãos da Karina e ela fica observando enquanto China girl comenta.
— Você é Doente! Eu vou lá levar essa maleta e tirar o Neculai de lá. Não tenho tempo para ficar debatendo com você.
— Sabe dirigir?
— O que? Não eu ia pegar um táxi.
— Venha! Eu sei dirigir. Vamos usar o carro do Neculai. É a prova de bomba eletromagnética. Ele precisa deste carro caso os meninos malvados tenham essas bombas.
— Está bem me convenceu. Mas saiba que vou ficar de olho em você.
— Claro que vai. Você tem inveja de mim. Vai anotar todas as marcas de roupas que uso. Tudo bem. Eu entendo. Pode me copiar. Ha Ha.

China Girl e Karina encontram o local para entregar a mala. A um grande armazém abandonado.
Karina conta o plano para a China Girl.
— Fique dentro do carro. Ele é a prova de balas. Assim a coitadinha não fica com dodói.
— Os raios que saem do meu celular me protegem das balas.
— Tudo bem, mas fique atrás de mim. Sou uma vampira e sei exatamente o que fazer. Se você quiser, pode gravar minha performance em filme e colocar na internet para os meus fãs assistirem.  No dia que você tiver fãs vai entender.
China girl queria ter um jeito de fechar a boca da Karina. Mas naquele momento, só a vida do Neculai importava. De repente aparecem três seguranças armados na frente delas.
— Fiquem paradas e não se movam.
Karina dá uma piscada para a China Girl e gesticula para ela ficar parada. Ela se aproxima de um dos seguranças e diz:
— Você é muito gato. Adoro homens altos e fortes.
O segurança fica olhando para ela enquanto fala.
— Você seria um ótimo namorado. Será que você pode me dar um presente?
— T-tudo que quiser.
— Eu sei que sabe usar essa arma. Poderia atirar nesses dois seguranças? Eu iria ficar ito feliz com meu namorado.
Os outros seguranças ficam sem entender nada. Mas aquele homem pega a arma e atira nos dois, que caem mortos. Karina sorri e pede mais um favor.
— Amei muito o que você faz meu namorado lindo. Será que agora poderia alimentar a sua namorada vampira?
O segurança se ajoelha e mostra o pescoço para Karina. Ela o abraça e morde o seu pescoço. Sugando muito sangue até ele desmaiar.
China Girl vê tudo que aconteceu e fica impressionada com a frieza de Karina. Ela limpa a boca de sangue e pisca para China Girl e comenta:
— Eu disse que não precisava de voc....!

Karina é atingida por um porrete na sua testa. Ela cai sem saber o que aconteceu. Um homem musculoso e alto se aproxima da China Girl e gesticula a mão para que ela entregue a mala.
China Girl recua e avisa:
— Me leve até o Neculai primeiro.
O homem gesticula para e a China Girl o acompanhe. Eles vão até uma sala. E vê o neculai cheio de sangue rosto. Mas com os olhos abertos. Chocado com visão o homem puxa a mala de sua mão e ela é empurrada para dentro da sala e depois a porta se fecha e é trancada.
China girl corre para o Neculai. Pega um lenço e passa no rosto dele e conversa.
— Senti falta de suas ligações.
Neculai tosse e sorri.
— Eu estava ocupado dando narigadas no punho daquele homem.
Neculai cuspia sangue. Ele não estava bem.
— Quanto tempo falta para você começar a se transformar em energia.
— Normalmente em uma hora. Mas um pacto que fiz com um anjo me estendeu o tempo. Devo ter uns dez minutos.
— Qualquer celular serve?
— Sim! Mas precisa estar funcionando, ter linha. Aqui é protegido. Não tem sinal. Fizeram esta sala especialmente para mim. Tem que me tirar daqui.
— China girl procura o sinal em todos os cantos da sala e quando chega na porta coloca o braço para o lado de fora. E ela consegue um sinal.
— Achei um sinal. Consegue entrar aqui.
— Muito longe. Vai ter que arrastar a cadeira até ai.
— Isso é fácil.
China girl chama os raios que saem do seu celular. Eles a envolvem e trazem a força de dez homens. Ela ergue a cadeira do Neculai com facilidade e leva até a porta
Ela estica o braço e coloca o celular em contato com o sinal.
— Consegue agora.
— Acho que sim. Preciso de um número para ligar.
— Qual número?
— Boa pergunta.
— Neculai. Você não tem os números? E agora?
Karina aparece e arranca a porta ela quebra as correntes da cadeira do Neculai e o coloca no colo. Anda para o lado de fora e liga para a Deise.
— Alô! Deise. Segura o Neculai ai.
Neculai desaparece. China Girl fica impressionada com o jeito da Karina. Ela parece mais confiante e séria.
— A pancada na cabeça fez algo comigo. Lembro de algumas coisas bem malucas.
China girl sorri e coloca a mão no ombro da Karina.
— Você faz muitas coisas malucas mas parece que isso acabou.
Elas escutam um barulho e correm para ver.
Neculai estava vivo e bem forte. Ele não estava com nenhum hematoma. Estava usando uma roupa preta feita de nylon. Lutava com velocidade e consegue, em poucos minutos aniquilar todos. Pega a mala marron e corre para as mulheres. Beija a boca da China Girl e joga a mala para a Karina. Ele olha para china girl e diz:
— Senti saudade das suas ligações.

Mais tarde. No escritório do Neculai. China Girl estava com ele no sofá. Ele estava de terno e gravata. E segurava duas taças de vinho. China Girl pergunta.
— Me diga Neculai. Aquela roupa de nylon veio com o celular.
— Não. Eu apareci atrás deles e tinha essa roupa pendurada lá. E coloquei. Eu não queria lutar pelado. Ha Ha Ha
E o que aconteceu com a mala?
— Karina levou para um lugar seguro.
— Ela está mudada depois da pancada na cabeça.
— Sim. Parece que isso ajudo a apertar os parafusos.
Eles se olham sorriem e se beijam.
Com o abraço as taças caem no chão. E a tarde só estava começando.
— Você não vai tirar essa gravata?
— Quer que eu faça um streptease?
— Neculai fazendo um show só para mim?
— Você é minha única plateia.




 Por Adriano Siqueira


Musicas que indico para esta história

Pressure

Die another day

Poison

Tema pra Karina


Tema para China Girl





Nenhum comentário:

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo