Clique no banner abaixo e conheça a Editora Collaborativa.

O Sangue dos Monstros - clique aqui

O Sangue dos Monstros - clique aqui
conheça mais sobre o livro O Sangue dos Monstros - 2018

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

A perigosa viagem de volta a China com o vampiro Neculai





A perigosa viagem de volta a China com o vampiro Neculai
O começo de um novo caminho para o Vampiro Neculai

Neculai volta para o seu quarto através da chamada feita pelo celular da China Girl. Ele coloca um novo terno. Desta vez o termo tinha listras preto e branco.
— Estou mais mafioso neste terno. Não acha querida China Girl? E você está muito linda com seu novo vestido escarlate e preto.
Eles se beijam e ela diz.
— Vamos embora. Quero aproveitar o resto desta madrugada com você.
— Eu vou atender os seus pedidos, como todos os pedidos que faz. Mas antes. Quero um minuto para dizer algumas palavras para você. Sente-se na cama. Vou ficar de joelhos em sua frente.

Neculai segura a mão de sua esposa e sorri.
— Não sou muito bom em declarar meus sentimentos. Ha Ha Há! Minha vida sempre foi cheia de Sangue e Desespero. Mas hoje, nesta noite, quero que escute minhas palavras, pois são para você. E posso garantir que é minha primeira vez que me declaro para alguém. Então vou aceitar as críticas caso eu não me saia muito bem.

— Vivi em um mundo carregado de ódio e cercado de pessoas que só se importavam com elas mesmas.
— Neste mundo aprendi que não basta apenas ensinar os humanos como agir, como respeitar os que passam por necessidades.  Aprendi também que a educação é falha. E que devemos começar a ensinar desde cedo tudo que se deve fazer para que todos continuem a sua vida e ficar atentos aos que não conseguem nos alcançar. Que devemos colocar em primeiro lugar quem tem dificuldade se seguir em frente. E que isso deve ser mais importante que a própria meta de nossa vida.
— O amor que eu tenho por você. Me abriu os olhos para ver muito além. Ver que este sentimento que tenho por você me faz um homem de verdade. Não falo dessa mutação monstruosa que sou, deste megalomaníaco egocêntrico que só pensa em dominar e conquistar. Falo dos meus sentimentos por você. De algo que o inferno me puniria. Falo de um amor que jamais tive conhecimento, falo de algo que não se conhece em livros e nem em mestrados.
Neculai beija as mãos da China Girl e continua.
— Eu tenho sorte. Pois depois da minha morte e depois da minha vida e morte, pude finalmente conhecer o que movimenta todo esse mundo. É isso. – Neculai segura forte na mão da China Girl. – É essa coisa linda que eu não quero nunca abandonar. Seu amor. Sua maneira de me amar. Esse presente que carregarei por toda a minha existência. Te quero para sempre China Girl. Eu te amo. Mais do que eu mesmo.
Neculai deita no colo da China Girl e ela alisa os seus cabelos.
— Me desculpe se não tenho lágrimas. Minha monstruosidade me impede de lacrimejar.
China Girl levanta a rosto do Neculai e diz:
— Olhe para mim Neculai. Eu estou lacrimejando por nós. Por nós dois.
Eles se abraçam e ficam ali por alguns Minutos. Neculai se levanta. E sorri.
— Vamos mudar esse mundo. E prometo que minhas conquistas serão para que o mundo veja como seus olhos.
Neculai abraça a China Girl e a leva para o elevador.
— Vamos para o subsolo. Lá existe o Trem Bala. Ele nos levará para a China. Vamos terminar o nosso dia em grande estilo.
Quando eles entram no trem bala eles pegam o vagão que era como um quarto. As janelas de vidro. Mostravam o oceano e as maravilhas dos peixes que passavam perto para ver o trem. O tom azul cintilante dominada todo o ambiente do vagão. Neculai com o seu roupão branco, refletia a luz azul. Ele encheu duas taças de vinho e levou para a cama onde a China Girl tirava a sua roupa.
Eles beberam um pouco do vinho e deitaram juntos com os lençóis brancos e azuis cintilantes que misturavam com as sombras dos peixes que passavam pelas janelas do trem. Neculai se deita e passa a mão no rosto da China Girl e diz.
— Chegaremos na China em meia hora. Tem alguma ideia de como passaremos o tempo.
China Girl deixa a sua taça na cabeceira da cama e coloca as suas mãos no rosto do Neculai e responde com um beijo em sua boca.
Um barulho de explosão chama a atenção dos dois. Neculai se levanta e fala com o maquinista do trem.
— Alô! O que está acontecendo?
— Estamos sendo atacados Neculai. dois mini-submarinos estão nos atacando com misseis.
— Eles devem ser poderosos pois estão em uma velocidade de trezentos quilômetros. Eu cuidarei deles.
Neculai avisa a China Girl para ficar deitada. Mas ela coloca a roupa e vai até um painel. Aperta alguns botões fazendo aparecer algumas armas do lado de fora. Neculai questiona.
— Como sabe dessas armas.
— Eu li o manual enquanto você estava resolvendo negócios, meu querido. Misseis teleguiados e algumas armas que desligam a energia. São eletromagnéticas não é isso? Eles desabilitam a eletricidade que controlam essas naves.
— Use isso com cuidado. Eu também posso ser prejudicado com elas.
China Girl aperta o botão dos misseis teleguiados e mira em uma das naves. O primeiro tiro a nave foge e o míssil atinge algumas pedras causando um desabamento que acaba atingindo a nave que explode.
— Uma já foi agora a outra.
Antes que a China Girl aperte o botão a nave atira primeiro e acerta com eficiência o vagão. Ela adverte.
— Nós fomos atingidos. Nosso vagão está sem energia. Não temos como usar as armas. E os vidros começaram a rachar.
Neculai pega em sua mão e a leva para a porta onde tem o outro vagão em frente.
— Vamos mudar de vagão. Teremos que soltar esse. Assim teremos mais velocidade.
Eles entram no outro vagão e Neculai sela a porta. Procura os botões para liberar o outro vagão avariado, mas não encontra. China Girl. Entra na sua frente e aperta os botões necessários para a liberação do vagão. Neculai sorri e diz.
— É sempre bom estar em boa companhia.
China Girl responde:
— Quando chegarmos em casa você vai ler este manual comigo. Essa é a lição de hoje.
— Você é sempre metódica e disciplinada. Diferente de mim que resolvo tudo praticamente no grito. Ha Ha Há
— Temos mais uma nave para cuidar. Não podemos deixar que ele atinga o maquinista.
— Eu vou sair.
— Sair? Lá fora? Trezentos quilômetros por hora? Só a pressão da água vai explodir você.
Neculai pega nos braços da China girl e sorri.
— Não se preocupe. Seus pensamentos são meus pensamentos. Eu sei o que fazer, sou um vampiro poderoso.
— Estamos conectados meu anjo.
Neculai vai até a porta de saída de emergência e entra. Aperta um botão e a agua começa a subir. Ele fica dançando enquanto a agua toma conta do compartimento. E canta a música.  You got it do Roy Orbison.
Quando a cabine acende a luz verde Neculai abre a porta e é arrastado pela agua muito rapidamente. China Girl tenta localiza-lo através das janelas do vagão. Mas ela é surpreendida pela nave que fica na mesma velocidade.
A nave aciona uma arma e mira diretamente para ela. China girl sabe que pode ser o seu fim.
De repente a nave começa a balançar e perde o controle. Fazendo com que rodopie e exploda.
China girl olha e vê o Neculai vestido com um traje de borracha. Ele segura no vagão pelo lado de fora. Ele coloca a mão no vidro. E ela coloca a sua mão onde está a mão dele. Eles se olham. Talvez a energia do Neculai não seja o suficiente para aguentar tanto esforço.
Os dedos do Neculai começam a fraquejar. Por sorte ele não precisa respirar. É um vampiro. Porém o seu corpo está recebendo uma carga muito grande de pressão da água. Seu corpo está sendo esmagado. Logo os seus ossos serão quebrados e a sua pele arrancada do corpo.  
Neculai olha para a China Girl. Ele tenta passar uma mensagem. China Girl vê ele mexendo os lábios. A- A- Alô?
— Alô!?
China Girl entende o que quer dizer. Ela corre para o celular mais próximo e coloca na janela do trem bem na cara do Neculai e faz uma ligação. Deise, a amiga do Neculai atende.
— Aqui é a China Girl, Deise. Receba no Neculai.
Neculai começa a se transformar em energia e ele passa pelo vidro e entra no celular.
China girl se senta no chão e coloca as mãos na cabeça.
— Ele quase morre. Será que vou aguentar tudo isso? Até quando vou conseguir proteger o meu amado?
Ela olha o celular e começa a tocar uma música. The Dolphin´s Cry. Ela se deita ao lado do celular e escuta a música sorrindo. Neculai anda até de roupão e deita no chão ao lado dela e responde:
— Perguntas são pedras que a nossa mente produz para dificultar nossos caminhos enchendo de dúvidas e insegurança.
Neculai beija o rosto da China Girl e complementa:
— Entenda. Hoje você salvou a minha vida. Não foi por causa das perguntas. Foi por causa da sua atitude. E é por causa dessa sua atitude, que eu ainda estou vivo.
Neculai se levanta e pega no colo a China Girl e a leva para a cama. Ele a coloca bem devagar na cama e não tira os olhos dela. China girl se sente flutuando e toca as mãos no lençol e no peito do Neculai.  
— E agora, minha querida China Girl. Que tal a gente mergulhar nas ondas do mar.
— Este não é um amor comum Neculai.
— Não. Somos muito mais do que só amor.
Neculai liga o som e a música No Ordinary Love começa a tocar.
Neculai sorri e sobe na cama. Ela se levanta um pouco e coloca um braço sobre o ombro dele. Fica atenta aos olhos deste vampiro. Ele abre a roupa da China Girl e sorri com o visual do seu corpo misturada com a luz do mar azul esverdeada. Os dois se tocam vagarosamente com os dedos passando pelos braços e peitos. China girl passa os dedos nos lábios do vampiro e o beija enquanto ele toca em seu busto. Ela fecha os olhos e sorri. Ela o abraça e ele se ajeita para mais perto e o seus lábios passam por seu pescoço. Ele se arrepia um pouco com medo do Neculai morde-la. Mas ela sorri e coloca a mão no cabelo do Neculai forçando a experimentar mais um pouco do seu pescoço. Neculai sorri e deita a china girl levemente na cama.
Ela olha sorrindo e Neculai pista para ela bem perto do seu rosto. Ele coloca as mãos no seu quadril e se curva um pouco para beijar abaixo do pescoço. E vai descendo até o umbigo. China girl coloca as suas mãos atrás de sua cabeça e olha para o teto enquanto sente o vampiro passear com seus beijos e mãos, todo o seu corpo. A excitação aumenta e a China Girl sorri. Ela não quer que ele pare mais.
Ela se pergunta como ele consegue deixá-la assim. Com tanta facilidade. Com tanta rapidez. Os toques são elétricos. Ela sente arrepio imediato e os dedos são quentes demais. Ela pensa que talvez a eletricidade do corpo do Neculai possa ser responsável por este aquecimento. A sensação de calor a faz suar. Está quente. Neculai brinca com a temperatura do seu corpo. Isso só a excita mais.
Ela não está mais aguentando tanta sensação prazerosa. China Girl segura ele com força enquanto sente o prazer correr por todo o seu corpo. Ela geme e grita e ri ao mesmo tempo. Os sentimentos se misturam e só o que ela consegue fazer é segurar o lençol com força e morder os lábios.
Neculai deita ao seu lado e olha para ela sorrindo. E ele diz:
— Temos todo o tempo do mundo.
Neculai se levanta e dá um beijo na sua esposa e vai até a janela. China Girl pergunta:

— O que foi Neculai?
— Enquanto eu estava lá fora lutando com uma nave. Apareceu um logotipo. “Desade”.
— É o logotipo da sua empresa? Está me dizendo que essas naves que nos atacaram eram da sua empresa?
— Sim. Era um protótipo. E sabe onde fica essa empresa que fez as naves?
— Bom. Eu não sei.
— Estamos indo para lá.
China girl chega perto dele e o abraça.
— Parece que o dia vai ser cheio de aventuras.


Eles se beijam e continuam a sua viagem em alta velocidade para a China em meio ao azul cintilante do fundo do oceano.  


Por Adriano Siqueira




Musicas

Spanish Guitar

Girl on Fire

(You Make Me Feel Like A) Natural Woman

When Tomorrow Comes

Nenhum comentário:

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo