Clique no banner abaixo e conheça a Editora Collaborativa.

O Sangue dos Monstros - clique aqui

O Sangue dos Monstros - clique aqui
conheça mais sobre o livro O Sangue dos Monstros - 2018

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

O Desespero no Rio de Janeiro



Neculai ataca no Rio

Por Adriano Siqueira


A China Girl estava em sua residência. Ela tinha acabado de voltar da Orla e estava com os seus 3 filhos. Todos estavam cansados e ela foi deitar. Já passavam das cinco horas da tarde. Neste momento era bom tirar uma soneca. Mas o celular toca. Era o vampiro Neculai. China Girl olha para o celular, mas não atende. Ela tenta dormir e novamente o celular toca. Era ele novamente.
Ela atende a ligação
— Alô!
— Sabia que as minhas fãs atendem no primeiro toque?
 — Ligue para elas então Neculai, eu estou cansada. Acabei de chegar.
— Eu queria falar com vocês mais perto.
China Girl deixa o celular na cama e joga uma camiseta e um calção. Ela se vira, fecha os olhos Neculai aparece na cama e coloca as roupas.
— Pronto China Girl pode se virar.
Ela olha para o Neculai e sorri. E senta na cama ao lado dele. Neculai passa as mãos no seu cabelo e comenta.
— Você é uma linda mulher. Eu não a culpo de ser exigente e talentosa.
China Girl sorri novamente e responde.
— Você não veio aqui só para me elogiar não é Neculai?
— Na verdade. Agora que falou eu preciso de um favor. Tem uma empresa que vai fazer uma reunião comigo. Eles querem juntar forças com a Neculai Corps o nome da empresa é Swag thoo
— Sim eu conheço. São mafiosos. Você não vai conseguir juntar forças com eles. Só se casar com a filha do dono da empresa.
— Foi essa mesma a proposta que fizeram.
— Mas. Você não vai aceitar isso? É Loucura. Eles são ditadores perigosos. Tem empresas pelo mundo todo.
Neculai segura na mão da China girl e coloca no seu rosto. E dialoga sorrindo.
— Suas mãos são tão macias.
China girl coloca mãos na cabeça do Neculai e lhe dá um beijo.
— A sua ganancia por poder Neculai pode destruir a sua vida.
— Não é por mim que faço isso. É para todos. Quero um mundo melhor. Um mundo onde as pessoas possam sair das suas casas e voltar tranquilas.
— Não é só isso Neculai. Eu conheço você. É ganancioso e quer ser idolatrado através deste seu ego insuportável e...
Neculai rouba um beijo da China Girl e depois responde.
— Você não sabe tudo ainda sobre mim. Falta uma coisa.
Ele se aproxima mais e ele a beija fazendo com que ela deite. Suas mãos passam pelo seu corpo e ele tira a camisa e depois a camiseta dela. Se beijam apaixonadamente e passa a boca em seu pescoço.
China girl começa a suar. Ela geme baixinho enquanto o vampiro desse por seu corpo e fica com o rosto olhando para ela.
Com rapidez. Neculai tira o calção da China Girl e beija as suas coxas.
Ela começa a mexer as pernas. Os toques do Neculai deixam ela muito excitada. Ele faz com ela veja tudo que ele faz. Logo em seguida ele tira o seu calção e começa a encostar o seu corpo nela.
Neculai pega o celular e o quarto todo começa a lançar luzes coloridas. Essas luzes começam a enrolar no corpo da China Girl. Suas mãos apertam as beiradas da cama e arrebentam com o seu prazer. A cama fica completamente destruída. Neculai sorri.
— Essas luzes são meu presente. Se precisar delas para ter a força de 10 homens.
China Girl olha para a cama destruída e complementa.
— Isso sim é um relacionamento destrutivo.
Neculai sorri e lhe dá um beijo.
— Tenho que ir. A reunião é amanhã no Rio de Janeiro. Tenho um jato particular. É um protótipo que construíram aqui na China. Estão usando a energia que uso para transporte. O que levaria dois dias para ir da China pro Brasil você pode chegar em duas horas.
Neculai segura as mãos da China Girl.
— Preciso que esteja lá. Vai entender o motivo quando chegar. A passagem e o endereço eu mandei para o seu celular.
Neculai a beija e Toca suas mãos no rosto dela. Ele sorri novamente e pergunta olhando para os seus olhos.
— Você está olhando para um vampiro apaixonado.
Antes da China Girl dizer algo. Ele desaparece. Ela sorri.

Rio de janeiro. Em um prédio famoso no Leblon. Neculai estava em um apartamento em uma sala de reunião com terno e gravata falando com o dono da empresa da china junto com muitos seguranças e a sua filha. O dono da empresa chamado de Sr. Fang Estava sentado bem na frente do Neculai e a sua filha ao lado.
A filha se chamava Lau Fang  e ela segurou as mãos do Neculai e disse.
— Você tem mãos fortes Sr. Neculai.
Neculai olha e sorri respondendo:
— Minhas mãos geralmente são usadas para concluir negócios.
O Sr. Fang pegou os papeis e passou para o Neculai e conclui.
— Está tudo certo e em ordem Neculai. Assim que assinar você estará casado com minha filha e terá o mundo aos seus pés.
Neculai olha para o relógio. China girl não apareceu até o momento. Ele decide esperar um pouco e fica foleando as páginas calmamente.
Sr Fang. Fira irritado. Mas compreende e chama um dos seguranças para trazer um pouco de café entanto o Neculai olha tudo com calma e impressionado com os países que ele agora teria sobre controle. São 40 países. Todos com poder suficiente para colocar as grandes potencias aos seus pés. Era o seu sonho. Sua vitória estaria ali bem naqueles papeis. Seria o fim dos seus problemas e tudo que ele tinha que fazer era casa com alguém que ele só conheceu agora.
A porta se abre e uma mulher carregando uma bandeja com café. Estava indo em direção da mesa.
Neculai olha rapidamente para ela e volta a olhar para os papeis. Logo em seguida olha de novo e era ela a mesmo. A China Girl disfarçada.
— O senhor quer... doce?
Neculai engasga ao falar...
— Q-quero. Doce.
Sr Fang se irrita com a conversa.
— Sr. Neculai. Eu tenho um voo marcado para a noite. Se pudesse assinar agora,
Neculai sorri.
— Bem eu acho que está tudo em ordem.
Ele pega nas mãos da Lau e beija.
China Girl fica irritada com a facilidade em que o Neculai estava se vendendo. Mas ao olhar para o Sr. Fang. Ela percebe que ele estava segurando um aparelho debaixo da mesa. Soltava alguns raios elétricos. E quando ela viu o Neculai ele estava começando a suar. Algo estava errado. Ela pesquisou uma entrevista do Neculai uma vez. Ele não era um vampiro comum. Tinha um ponto fraco. Bomba eletromagnética desabilitada os celulares e se o Neculai não voltasse em poucas horas para um celular, poderia se transformar em energia e se dissipar.
Rapidamente ela se aproximou do Sr. Fang e jogou a bandeja no colo dele. Derrubando o café. Ele se assustou e levantou, deixando o aparelho cair. Ela chutou para o Neculai que sorriu ao pegar o aparelho.
— Então seu plano era me destruir assim que eu assinasse os papeis?
Desesperado o Sr. Fang tenta sair da sala junto com sua filha e os seguranças atacam o Neculai e a China Girl.
Ela aciona o celular e muitos raios vermelhos passam pelo seu corpo. Ela o levanta com facilidade e o joga pela janela, que se quebra e ele é lançado para o chão do vigésimo quarto andar.
Neculai corre para a porta e segura o Sr. Fang.
— Mas agora que a festa estava ficando boa vocês querem deixar o ambiente.
Sr. Fang tenta se explicar.
— Neculai. Temos muitas companhias que trabalho com a gente. O sr. Ficaria rico.
Neculai Sorri.
— Acho que o seu desespero estão com um cheiro tão bom que mal consigo escutar o que está dizendo.
— Por favor Neculai Não faça isso Naaaaoo!!!!
Neculai morde o pescoço do Sr Fang e muito sangue se espalha pela sala atingindo a Lau também. E ela grita mas o Neculai coloca a mão na boca dela e diz.
— Calma Lau Você vai ser atendida. Não precisa gritar.
Os olhos da Lau mostram profundo pânico. Mas ele a larga e ela corre. Neculai ri e acrescenta:
— Depois vamos falar da sua lua de mel.
De Volta a China.
O celular toca.
— Alô Neculai. Pode vir.
Neculai coloca as roupas e deita no colo China Girl.
— Foi uma aventura e tanto. Você estava tão profissional.
China Girl responde.
— Esses poderes que você me deu ajudam bastante.
— Sim. São seus.
— Neculai. Você ia mesmo se casar com ela?
Neculai passa as mãos em seu rosto e comenta.
— Nem tudo pode ser controlado pelo amor. As vezes fazemos nossas escolhas por não termos outros caminhos. Por não termos mais saída. Não existe uma regra para isso. A sobrevivência é algo que não tem como julgar. Eu queria que a vida fosse regida de regras simples, mas o mundo coloca tantas armadilhas sugadoras que nos deixa sem opções.
China Girl abraça o Neculai.
— Eu quero que fique.
Neculai a beija. Pega o celular e deixa na mão dela e responde.
— Eu vou estar sempre... Aqui.
Ela olha para o Neculai e ele sorri e logo desaparece em sua frente.



 Por Adriano Siqueira

Musicas para ouvir.

David Bowie - China Girl

Simply Red - Holding Back The Years

A-ha -There's Never A Forever Thing

Genesis - hold on my heart...





3 comentários:

Maria Dutra disse...

Conto bom de se lê
Prende a atenção do leitor, onde o mesmo espera que haja , mais e mais histórias, pois acaba virando um vício esse conto.
Queremos sempre saber o que tem mais por vir.

Neculai surpreendendo!

China Girl se deu bem ; alem de conquistar o coração do vampiro , ainda foi presenteada por ele.

Parabéns Adriano Siqueira.

acompanhantes goiania disse...

Muito top..Adorei esse conto

Adriano Siqueira disse...

Agradeço muito os comentários e certamente o Neculai vai surpreender sempre. Vem mais histórias e agradeço muito o apoio a leitura e os comentários.

Abraços
ADriano Siqueira

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo